sexta-feira, 16 de outubro de 2020

O curso de ciências contábeis é caro?

O curso de ciencias contabeis é um dos mais buscados pelos alunos do ensino superior. Se você também tem interesse nesse curso e está em busca das melhores faculdades de ciencias contabeis, veio ao local certo! Hoje você encontrar o curso certo para você e descobrir que ele pode ser acessível, financeiramente falando.

 

O curso de ciência contábeis é caro?

Se além de qualidade de ensino você busca um curso acessível, com certeza o ensino a distância é a melhor opção para você.

Em relação ao ensino presencial, os cursos EAD são muito mais atraentes quando falamos em economia de dinheiro, e isso se deve a diversos fatores.

A mensalidade em si já é muito mais acessível, pois a intituição de ensino não precisa manter uma grande estrutura física para receber seus alunos, já que eles não precisam se deslocar até ela para estudar. Assim, como não possuem os gastos dessa estrutura,  podem repassar essa economia para os seus estudantes.

Mas a sua economia não se limita ao valor cobrado mensalmente. Como já dissemos, você não precisa ir até a faculdade todos os dias, com isso também economiza no deslocamento.

E por fim, o ensino a distância te proporciona todos os materiais de apoio necessários sem custo, além de eles também estarem disponíveis em seu portal AVA, podendo ser acessado a qualquer momento.

Esses são os principais fatores que fazem com que o curso de ciências contábeis EAD não seja caro.

Agora que você sabe que o curso cabe no seu orçamento está na hora de saber tudo sobre ciencias contabeis.

Antes de matricular você precisa saber o que vai estudar na faculdade de ciencias contabeis e o que faz um bacharel em ciencias contabeis.

 

O que faz um contador

O profissional formado em Ciências Contábeis tem um papel de extrema importância dentro das empresas, de pequeno a grande porte. Ele é quem auxilia com questões financeiras, tributárias e patrimoniais.

Além disso, esse profissional tem a responsabilidade de lidar com planilhas de gastos, contas a pagar e receber, guias de impostos, entre outras atividades que são de extrema importância para empresas e prestadores de serviço.

O bacharel em ciências contábeis termina o curso com com conhecimento para atuar em diversas áreas, como auditoria, consultoria, controladoria, perícia e gestão de empresas. E para quem sonha em seguir carreira no serviço público, existe ainda diversas oportunidades em concursos por todo país.

  

O curso de ciências contábeis 

A carga horária do curso é de 3.215 horas, seja ele o curso de ciencias contabeis ead ou presencial. Essa carga é distribuída em quatro anos, ou seja, oito semestres.

Nesses oito semestres você vai ter contato com disciplinas que envolvem Filosofia das Ciências Sociais; Empreendedorismo; Prática Textual em Língua Portuguesa; Introdução à Administração; Contabilidade Geral; Sociologia Geral; Fundamentos da Economia; Ética e Responsabilidade Profissional; Língua Brasileira de Sinais – Libras; Noções Gerais de Direito; Matemática Financeira; Legislação Empresarial; Gestão de Pessoas; Gestão do Conhecimento nas Organizações; Comunicação Empresarial; Psicologia das Organizações; Comportamento e Cultura Organizacional; Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais; Teoria Avançada da Contabilidade; Métodos e Técnicas de Pesquisa; Contabilidade Empresarial e Societária; Fundamentos de Finanças; Direito Tributário; Educação Ambiental e Cidadania, Estatística Aplicada; Liderança e Formação de Equipes; Análise das Demonstrações Financeiras; Mercados Financeiros; Gestão de Processos em Negócios; Gestão e Controle de Custos; Contabilidade de Custos; Gestão de Projetos; Contabilidade Gerencial; Gestão Financeira Estratégica; Controladoria; Perícia Contábil e Arbitragem; Negociação Empresarial; Finanças Corporativas; Gestão de Sistemas de Informação; Avaliação de Empresas (Valuation); Planejamento e Administração Tributária; Tópicos Especiais em Ciências Contábeis; Contabilidade Avançada; Planejamento Estratégico; Auditoria e Contabilidade Internacional.

Além disso, vale lembrar que será necessário fazer um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e atividades complementares. Por fim, o curso tem ainda um Estágio Curricular Supervisionado, onde serão relacionados os conteúdos aprendidos com a prática da  profissão.

Para concluir, agora que você já conhece tudo sobre o curso de ciências contábeis, as possibilidades de atuação e que o curso a distância tem um valor acessível, já pode começar a procurar a instituição de ensino para começar o seu curso e conquistar o seu diploma. E para garantir a melhor qualidade de ensino e um certificado válido para o mercado de trabalho, certifique-se de que a instituição de ensino seja credenciada junto ao Ministério da Educação (MEC).

E então, é só separar um tempo na sua rotina para assistir as videoaulas e começar a realizar seu sonho de ser um contador, ou contadora, de sucesso!

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Vestidos de noiva 2021: quais são as tendências?

 Se tornar uma noiva é um dos eventos muito esperados para algumas mulheres, principalmente por todo o glamour envolvido, na preparação da festa, na prova dos docinhos, na hora de fazer a lista dos convidados, no momento de bater o martelo para a decoração do local do evento e muitas possibilidades.

Uma das coisas que mais podem causar agonia em algumas das enamoradas são os vestidos de noiva 2021, principalmente para aquelas que gostam de estar na moda e querem ser a última tendência, destaque e reconhecimento de beleza existente no local.

Se este é o seu caso, veja aqui as principais tendências, aquelas que estarão na última moda para o próximo ano. Não deixe de conferir e se preparar.

Vestidos de noiva 2021: quais são as tendências?



1 - Tomara que caia

Um dos modelos que melhor se encaixa em qualquer tipo de corpo, de busto, de altura ou de tantas possibilidades, o tomara que caia é democrático e maioria na escolha das noivas, principalmente daquelas que querem alugar um vestido. Ele é encontrado em grande quantidade nas lojas especializadas de noivas, em diversos tamanhos e até mesmo em diferentes colorações - para aquelas que são mais ousadas e querem fugir do branco.

Além disso, essa é a próxima tendência. Confira!

2 - Além do branco

Existe uma nova leva de noivas que procuram fugir do branco já tão óbvio quando o assunto é casamento. Muitas mulheres tem investido em vestidos vermelhos, azuis, pretos, rosados, laranjas e de demais colorações, tudo isso para demonstrar sua personalidade única por meio de uma cor que fuja do padrão.

Se você já pensou nisso alguma vez em sua busca incessável do vestido perfeito, saiba que essa é a oportunidade de colocar esse desejo e ação, sendo uma das principais tendências para o ano de 2021 quando o assunto são noivas.

3 - Cauda longa

Clássicos nunca saem de moda, não é mesmo? Se você sempre sonhou em entrar no caminho da igreja até seu amado ou amada com aquele vestido comprido, longo, cheio de enfeites e até mesmo carregado pelas daminhas, essa é a sua chance. 

O véu ou cauda longa está super na moda - na verdade, nunca esteja fora de moda! -, por isso, esse é o momento de colocar nele sua personalidade também. Que tal investir em bordados que remetem ao que você gosta? Com enfeites de cachorro, de gatos, ou até mesmo de quando encontrou a pessoa amada?

4 - Véu

Muitas noivas dispensam esse detalhe, enquanto outras fazem questão que esteja presente no tão esperado dia, principalmente pelo charme de levantá-lo no altar. O véu é considerado um clássico também, principalmente porque está entre os casamentos de famosos, em diferentes tamanhos, larguras e até mesmo estilos.

Se esse é um dos seus desejos secretos de menina, esse é o momento de colocá-lo em prática e ousar! Lembre-se que o casamento é seu, então, não deixe de realizar suas principais vontades, visto que muitas vezes, é apenas um casamento na vida.

Agora, é a hora de procurar aquele que você mais gosta!


quinta-feira, 16 de abril de 2020

Como calcular preço de venda de um produto?


Uma das dúvidas mais frequentes em empresas, especialmente entre as novatas no mercado, é saber como calcular o preço de venda de um produto, afinal, muitos fatores devem ser levados em conta para assegurar a geração de lucro e de um posicionamento competitivo no mercado.

como calcular o preço de venda de um produto

Pensando em lhe auxiliar nessa tarefa, separamos dicas preciosas sobre como calcular preço de venda de produtos ou serviços. Acompanhe e aprenda como definir o valor ideal.


O que é preciso saber antes de calcular? 

Quatro tipos de custo são importantes para calcular o preço de um produto e conhecê-los simplificará o entendimento da composição do valor a ser aplicado. Veja, abaixo, quais são eles:

·        Custos diretos: são os de produção ou aquisição do produto, sem rateios;
·        Custos indiretos: gastos que precisam de rateios para estabelecimento do custo final, como contratação de mão de obra, energia elétrica, entre outros;
·        Custos fixos: valores que não variam e existem independentemente da quantidade de produtos vendidos, como o aluguel de um armazém;
·        Custos variáveis: gastos não fixos, por exemplo, os feitos com embalagens, fretes, impostos de venda e campanhas esporádicas de links patrocinados Google.


Cálculo de preço de produto 

Mas, afinal, como calcular o preço do produto tendo como base esses tipos de custos? Simples: você deve somar todos para atingir um custo total. Depois, acrescente a taxa de lucro que gostaria de ter.

A fórmula básica para efetuar esse cálculo é a seguinte: Custos Direitos + Custos Indiretos + Custos Fixos + Custos Variáveis = Custo Total. Em seguida, some o Custo Total + Lucro = Preço de Venda.

É importante que a empresa tenha total controle de todos os tipos de custos, desde a produção ou compra de um produto até ações de marketing e contratação de agência de link patrocinado, para evitar prejuízos. A taxa de lucro, por sua vez, deve ser próxima à praticada pelo mercado, para seu preço ser mais competitivo.

terça-feira, 31 de março de 2020

Preciso ter pós em Educação Infantil para dar aulas para crianças?

Muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre se é preciso ter uma pós em educação EAD ou presencial para dar aulas para crianças. Na verdade, os pedagogos e pedagogas formados em cursos de licenciatura estão autorizados a dar aulas nos primeiros anos do ensino fundamental. Assim como, os formados em licenciaturas específicas como Educação Física, História, Geografia, Matemática, Inglês e  Língua Portuguesa podem dar aulas específicas da área estudada. Mas, é indiscutível que uma especialização a distância ou presencial em Educação infantil pode auxiliar muito nos desafios do dia a dia de ensino. Por isso, nesse texto, vamos falar um pouco mais sobre pós EAD educação e como ela pode te ajudar nessa caminhada por profissionalização.

pedagogia

Sabemos que muitas pessoas, mesmo tendo interesse, não procuram por uma especialização em razão, principalmente, da falta de tempo. Afinal, depois de um dia de trabalho e outras responsabilidades diárias é difícil se deslocar até uma instituição de ensino para ter acesso às aulas. E é por isso, que a pós em educação EAD aparece como a melhor solução de especialização. Assim, você não precisa se deslocar, pode aprender de casa e aproveitar cada intervalo do seu dia para ver uma videoaula, responder questões ou ler páginas de um livro. Dessa forma, é possível se especializar, aumentar o leque de opções de atuação e ainda, conseguir uma oportunidade de trabalho que pague um salário maior ou ter uma progressão na carreira dentro da empresa que trabalha atualmente.

Como já citamos anteriormente, a pós EAD educação infantil pode garantir acesso a um conhecimento essencial para lidar com a educação das crianças. O curso tem como objetivo aprofundar a teoria e métodos para a atuação docente da educação infantil, assim como, atualizar a formação de profissionais que ajudam a desempenhar a prática pedagógica. Sendo assim, essa especialização a distância vai oferecer uma reflexão crítica sobre aspectos políticos da educação infantil, com foco nas políticas públicas que envolvem a família, o Estados e as instituições de ensino.

Ou seja, com uma pós em educação EAD você conseguirá ter acesso a todo o conhecimento que precisa, mas terá o benefício de aprender de casa ou de onde preferir. Um outro ponto positivo é o valor da mensalidade. A pós EAD educação possui um valor mensal mais baixo do que o curso na versão presencial. Isso acontece porque a instituição não precisa manter uma grande estrutura física para atender seus alunos. Dessa forma, também não possuem as contas dessa estrutura e podem repassar essa economia para os seus estudantes.

Então, se a especialização a distância pode garantir o acesso ao conhecimento que você quer e precisa para melhorar seu trabalho com a educação infantil, e ainda, garante dois benefícios importantes que são: a economia de dinheiro e tempo, por que não optar pelo EAD? Vale lembrar que o diploma que o aluno recebe depois de formado é o mesmo documento que um estudante do presencial receberá. As diretrizes do Ministério de Educação (MEC) também são as mesmas, então, você só tem a ganhar.

segunda-feira, 16 de março de 2020

Quem pode fazer pós-graduação?

A pergunta que dá título a este texto pode até parecer boba, mas acredite, esse ainda é um questionamento feito por uma quantidade muito significativa de brasileiros. E a resposta é simples: Como o próprio nome já diz, “pós-graduação”, ou seja, depois da graduação. Portanto, só pode fazê-la quem já concluiu alguma faculdade.

pós graduação ead

Então, se você ainda não possui um diploma de graduação, a hora de busca-lo é agora. Atualmente existem excelentes faculdades a distância com uma grande variedade de cursos, além de oferecerem opções de valores de mensalidade e duração para que o aluno escolha o que melhor se adapta a suas necessidades.

Nos dias de hoje ter uma pós-graduação é fundamental seja para ampliar as possibilidades no mercado de trabalho ou para conquistar uma aumento salarial. Existem os cursos lato sensu, como Aperfeiçoamento, Especialização e MBA, e os stricto sensu, tais como Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado. E claro, a exemplo do que falamos a respeito dos cursos de graduação, também é possível fazer uma pós-graduação a distância. E essa modalidade é mais recomendada e vantajosa que a presencial por uma série de motivos.

Primeiro, e talvez o mais conhecido, a flexibilidade. Afinal de contas, fazendo uma pós EAD, você terá total liberdade de escolher em qual momento e onde estudar, dando uma tranquilidade ainda maior principalmente para quem precisa conciliar com o trabalho. Há também a possibilidade de escolher com qual tipo de material didático prefere estudar. Seja livros impressos, videoaulas em DVD’s ou ainda esses mesmos itens em formato digital, quem define qual poderá ser mais útil é você.

Outro aspecto que chama bastante atenção é no que diz respeito ao aluno poder escolher qual a melhor data para o encontro presencial no polo mais próximo de sua casa, e quando se trata de pós-graduação, ele acontecerá apenas uma vez ao final do curso. Isso certamente gera uma economia de tempo muito grande, tempo esse que é artigo precioso nos dias de hoje.

E se você tem receio em relação ao diploma, pode ficar totalmente tranquilo, afinal de contas, ele tem o mesmo reconhecimento e validade junto ao Ministério da Educação do que aquele que você viria a receber caso tivesse optado em fazer o curso presencialmente.

E claro, não podemos esquecer jamais do preço. Apenas uma pós-graduação a distância é capaz de aliar qualidade e baixo custo. Isso sem contar a economia que será feita se levarmos em conta que você não precisará gastar com passagem ou combustível, ou com aquele salgado + refrigerante na lanchonete no intervalo entre as aulas.

Bom, agora que você já sabe quem pode fazer pós-graduação e a importância de tê-la, é hora de iniciar esse investimento em si mesmo. Portanto, se ainda não possui uma graduação, conte com uma faculdade EAD para fazê-la e, após concluída, partir para a pós. Caso já seja formado, certamente há um curso de pós a distância esperando por você. Após isso, pode ter certeza, as portas do mercado de trabalho se abrirão com muito mais facilidade.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Um advogado pode atuar somente na área escolhida na 2ª fase da prova da OAB?

Na hora de fazer a inscrição e focar seus estudos em um curso OAB para a 2ª fase, é preciso optar por uma área específica dentro do Direito. As opções para os futuros advogados e advogadas são: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho e Direito Tributário. Porém, o profissional pode atuar em uma área diferente daquela que foi escolhida por ele na 2ª fase do Exame de Ordem. Então, pode ficar tranquilo, não é uma escolha que vai te acompanhar para o resto da vida. Afinal, depois de um tempo, você pode descobrir que possui mais afinidade com outra área, assim, estará livre para mudar.

prova oab


Porém, não faz muito sentido você escolher uma área para a segunda fase, só porque dizem que ela é mais fácil que outra. É possível encontrar curso online OAB, em que professores julgam matérias como mais fáceis ou mais difíceis, seja baseado em gostos pessoais ou na taxa de aprovados do exame. Mas isso é muito subjetivo, uma disciplina pode ser fácil para uma pessoa e extremamente difícil para outra. Afinal, cada um possui habilidades diferentes e ritmos únicos de aprendizado. Por isso, a nossa dica é que você utilize suas experiências em estágios e em trabalhos acadêmicos para fazer a sua escolha com base no presente, na área em que você possui mais facilidade e aproximação naquele momento.

Em curso OAB, você encontra plataformas com as questões aplicadas em exames passados. Essa é uma ótima forma de se conhecer, então, responda perguntas de todas as áreas, afinal, na 1ª fase é assim que será a sua prova. Mas desde esse período de estudos, perceba quais questões você consegue responder com maior rapidez e em quais possui uma taxa maior de acertos. Assim, você já saberá qual é a área que deve escolher, ou, no mínimo, qual delas você não tem interesse.

Preparação para a 2ª fase da OAB


Para vencer a 2ª fase do Exame de Ordem, você precisa contar com um curso online OAB. Assim, pode aprender todo o conteúdo de uma forma mais sintetizada, já que os professores explicam os assuntos em videoaulas de apenas trinta minutos de duração. Além disso, você pode conhecer como são os enunciados e qual é o nível de dificuldade que vai enfrentar.

Muitas pessoas preferem não investir o dinheiro em um curso OAB. Porém, acabam não conseguindo passar nas primeiras tentativas. Como estão sem a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), não podem ingressar no mercado de trabalho e, consequentemente, acabam perdendo muitas chances profissionais. Sendo assim, é melhor investir em um urso online OAB, passar de primeira e recuperar esse valor já no primeiro mês de salário.

Não há motivos para estudar sozinho, se você pode contar com o auxílio de professores que entendem muito da banca, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), de Exame de Ordem, e também, de aprovação na OAB.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Como saber se um curso de Administração EAD é bom?

Antes de se inscrever em um curso de graduação, é necessário conhecer todas as informações sobre a faculdade, as disciplinas, modalidade e se a instituição de ensino é cadastrada no Ministério da Educação (MEC).

graduação em administração ead


Se você busca por um curso superior em administração a distância, preste bastante atenção nesse texto. Trouxemos todas as informações importantes para você garantir que vai escolher o melhor preparatório para sua carreira como Administrador.

O primeiro passo para saber se a faculdade de administração possui a qualidade necessária, é pesquisar se a instituição é cadastrada no MEC. Sem esse cadastro, após o encerramento do curso seu diploma pode não ter validade e você não irá conseguir uma posição no mercado de trabalho. Mas caso esteja tudo certo com a instituição, pode ficar tranquilo quanto ao seu certificado, ele terá a mesma validade que um obtido em um curso presencial. Inclusive, não há nenhuma anotação quanto a modalidade nos diplomas.

Outro ponto importante é conhecer a carga-horária e disciplinas do curso, se tem estágio obrigatório, apresentação de TCC, se as disciplinas estão de acordo com o que busca para seu futuro profissional.
Agora que você já conhece os detalhes importantes do curso, vamos falar um pouco sobre as vantagens que terá ao fazer o curso de Administração EAD.

O curso é um dos mais procurados. Ele forma profissionais capacitados para atuar em diversas áreas no mercado de trabalho, que pode ir de pequenas empresas familiares até grandes multinacionais, passando por empresas de médio porte, cargos em entidades públicas, ONGs e é indicada também para empreendedores que estão abrindo ou gerenciando o próprio negócio.

A faculdade de administração a distância é a escolha certa para quem busca flexibilidade na hora de estudar. Afinal de contas, você terá total liberdade de escolher qual o melhor momento e onde isso deve ser feito, dando uma tranquilidade ainda maior principalmente para quem precisa conciliar com o trabalho, família e amigos. No curso EAD você tem a liberdade de escolher entre livros impressos, videoaulas em DVD’s ou ainda esses mesmos itens em formato digital, quem define qual poderá ser mais útil é você.

Outra vantagem do estudo a distância é a possibilidade de poder escolher quando e quantas provas quer fazer. Uma liberdade que a modalidade presencial certamente não oferece. Pense no quão cômodo é acompanhar vários módulos do seu curso de Administração e poder realizar suas respectivas avaliações em um único dia.

E claro, não podemos esquecer jamais do preço. No ensino a distância você encontra cursos que conseguem aliar qualidade e baixo custo. Isso sem contar a economia que será feita em relação aos custos de transporte, alimentação, impressão de materiais que você teria no curso presencial.
Enfim, essas são apenas algumas das várias vantagens que você terá ao cursar Administração a distância ao invés de presencial.

Agora que você já sabe tudo sobre o curso de Administração a distância, está na hora de começar a pesquisar uma instituição cadastrada pelo MEC e realizar seu sonho de ser um profissional com curso superior. 

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

É preciso ter uma empresa para cursar Administração?

Algumas dúvidas surgem antes do início do curso de Administração. Nada mais normal, uma vez que trata-se de uma nova e importante fase na vida do aluno, na qual é necessário ter todas as respostas para que essa etapa seja realizada com a máxima segurança. Uma delas, que inclusive aparece com bastante frequência, é se é preciso ter uma empresa para cursar.

faculdade de administração ead

A resposta é simples e objetiva: não! Você não precisa ter uma empresa para fazer sua faculdade de Administração, afinal de contas o principal objetivo do curso será prepará-lo, na teoria e na prática, para depois de formado, aí sim, abrir sua empresa.

Mas claro, se por acaso ao ingressar no curso de Administração EAD você já tiver seu próprio negócio, não há o menor problema. Ainda assim a graduação irá ajudá-lo demais a compreender e gerir melhor o seu empreendimento, levando a ele ainda mais sucesso.

Para tudo isso, é claro, você precisa optar pela melhor instituição de ensino a distância. E nós vamos te dar algumas dicas de como acertar em cheio nessa decisão.

Antes de mais nada, certifique-se de que a faculdade onde iniciará sua graduação em Administração EAD é credenciada junto ao Ministério da Educação com uma ótima nota. Isso é garantia e segurança de estudar em uma instituição que preza pela seriedade e qualidade nos materiais didáticos oferecidos, tudo pensando no melhor para sua formação.

E já que falamos de materiais didáticos no parágrafo anterior, fique bastante atento a esse ponto. Jamais se dê por satisfeito em ter apenas opções físicas ou apenas opções digitais. Você pode e deve ter direito a livros impressos, videoaulas em DVD’s e ambos também em suas versões online, podendo ser acessados através de um moderno e intuitivo Ambiente Virtual de Aprendizagem. Quem decide qual material se enquadra melhor a sua necessidade e perfil, é você.

Outro aspecto fundamental é verificar se tanto livro quanto videoaula têm o mesmo conteúdo, para que não haja surpresas desagradáveis na hora de fazer a prova. Veja ainda se esses materiais, além também das questões, foram produzidos por um mesmo autor. Sabe por quê? Pois isso significa unidade. Algo fundamental quando se trata de educação a distância.

Ah, não esqueçamos também que os custos desse material já devem estar incluídos na mensalidade.

Já pensou se a sua faculdade de Administração te der a liberdade de escolher quantas provas quer fazer e quando quer fazê-las? É possível, então também priorize isso ao fazer sua escolha.

Calma que tem mais... E se além de tudo o que já citamos acima você ainda pudesse, em um possível momento de dificuldade financeira, estender a duração de um ou mais módulos e, consequentemente, reduzir o valor das mensalidades sem qualquer tipo de interferência no valor final? A melhor faculdade EAD te dá esse privilégio.

Então, tenha você ou não uma empresa antes de iniciar sua graduação em Administração, o importante mesmo é que conquiste seu diploma em uma faculdade que seja mais completa, mais flexível e mais simples.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

O que você precisa saber para começar uma coleção de HQs

Nem sempre é fácil começar uma coleção de HQ, principalmente quando não se tem muito conhecimento na área. Para descomplicar a vida do novo colecionador, preparamos este post com o que é preciso saber para se aventurar no mundo das coleções. Confira!


coleção de hqs


Defina um subtema


O tema principal da sua coleção você já tem, que é a história em quadrinhos. Mas, esse universo das HQs é enorme e há quem não saiba por onde começar, qual quadrinho garantir.

A melhor forma de se livrar desse problema é definir um subtema para sua coleção, como um personagem favorito ou editora predileta. Um ótimo exemplo é montar uma coleção HQ Marvel ou de edições focadas em personagens como o Batman, Hulk ou Homem Aranha.

Escolher um subtema faz a diferença, porque você passa a trabalhar com nichos específicos, o que facilita a compra das histórias em quadrinhos, sabendo exatamente o que adquirir.


Saiba onde comprar


Livrarias são grandes aliadas dos colecionadores, mas somente se for para garantir edições recentes de HQs. Para as antigas e raridades, recorra a lojas especializadas e sebos. Ainda há a alternativa de comprar ou trocar com outros colecionadores em eventos ou fóruns dedicados ao tema.


Analise a qualidade da HQ


É importante saber analisar a qualidade da HQ, para evitar pagar mais do que seu verdadeiro valor, principalmente quando se fala em edições antigas. Sempre veja se há páginas rasgadas, dobradas ou com qualquer outro dano.


Armazene corretamente sua coleção


Um armazenamento adequado é fundamental para garantir a qualidade das histórias em quadrinhos, mantendo o valor de cada HQ de sua coleção, de modo a evitar prejuízos.

A melhor maneira de proteger sua coleção de HQ é guardá-la em uma estante para livros, móvel que oferece bom espaço interno para organizar os quadrinhos, ajudando a preservá-los de maneira descomplicada.

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

3 dicas para estudar através de questões para concurso

Hoje, você var aprender três dicas práticas para estudar através de questões. Afinal, não adianta apenas contar com um curso online para concurso, você também precisa responder perguntas, ou melhor, questões de concurso comentadas. Essa é a primeira e mais importante dica! Quando você conta com questões de concurso comentadas, não está apenas testando seus conhecimentos, mas pode entender o porquê a alternativa “c” está correta e todas as outras estão erradas, por exemplo. Isso acontece, porque você pode contar com a experiência de professores que deixam o aprendizado muito mais fácil, resumindo todo o conteúdo em explicações diretas ao ponto.

estudar para concurso

Além das questões de concurso comentadas é importante fazer um estudo direcionado. Ou seja, você não precisa responder todas as perguntas de concursos públicos que encontrar pela internet. É necessário direcionar e filtrar questões da banca que será responsável pelo concurso do seu interesse ou o órgão em que você quer trabalhar. Outro conselho importante é começar sempre pelas provas mais recentes, assim, você sabe qual é o nível de cobrança atual e evita questões com conteúdo desatualizado ou com algum tipo de erro.

O ideal é que você também garanta sua preparação resolvendo provas completas, além das questões de concurso comentadas. Você pode imprimir uma prova recente, escolher um canto silencioso da casa, sentar em uma cadeira de forma confortável, se apoiar em uma mesa e responder todas aquelas questões. Mas faça isso como se fosse o grande dia, deixe por perto apenas a garrafinha de água e um chocolate. Ah, também vale cronometrar o tempo, para comparar com o tempo total que você terá para fazer a prova.

Então, recapitulando, a primeira dica é: estude com questões de concurso comentadas para ter uma melhor preparação. Segunda dica: filtre pela banca ou instituição que você tem interesse. E a última delas: imprima a última prova do concurso e resolva de forma completa. Se você seguir nossos conselhos não apenas estará mais perto de alcançar a aprovação, como sairá dois passos à frente dos seus concorrentes.

Responder questões de concurso é uma ótima forma de testar seus conhecimentos e diminuir o nervosismo para o grande dia. Mas além disso, você precisa aprender os conteúdos que serão sobrados ou revisar alguns assuntos que já aprendeu no colégio ou na faculdade. Por isso, precisa contar com um curso online para concurso. Ele será o responsável por diminuir o seu tempo de preparação e tornar o seu objetivo de ser um funcionário público algo real e atingível.

O concurso traz o seu edital e nele o conteúdo programático, ou seja, todas as disciplinas e assuntos que serão cobrados. Normalmente, a lista é bem extensa, então você não pode perder tempo lendo centenas, ou até milhares, de páginas de uma apostila. Afinal, você pode aprender o tema proposto pelo professor em uma videoaula de 30 minutos em um curso online para concurso. Se você pode simplificar a sua trajetória até o sucesso, por que não o fazer?

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Por quanto tempo é válido o Exame de Suficiência do Conselho de Contabilidade?

Como você sabe, o Exame de Suficiência do Conselho de Contabilidade deve ser feito por bacharéis em Ciências Contábeis, a fim de comprovarem que possuem capacitação, conhecimentos e práticas necessárias para exercer a Contabilidade.

exame de suficiência

Ele é realizado duas vezes por ano e apenas um bom desempenho na prova concede ao examinado o direito de dar entrada no registro profissional junto ao Conselho Regional de Contabilidade.

Uma dúvida que muitas vezes surge é por quanto tempo o Exame é válido. Essa pergunta pode ter duas vertentes, sobre as quais falaremos no decorrer desta postagem e, desta forma, te tranquilizar em relação ao assunto.

Bom, se formos entender pelo aspecto de duração da aprovação, ela não existe. Ou seja, se você passou no Exame do CFC uma vez, não precisará fazer a prova novamente, pois estará plenamente capacitado e liberado para ingressar no mercado de trabalho.

Agora, se o questionamento for referente a quanto tempo após ser aprovado deve-se requerer o registro junto ao Conselho, saiba que também não existe um prazo para isso. Alguns anos atrás havia um limite de dois anos para fazê-lo, mas ele foi revogado pelo próprio CFC.

Sabendo disso, sua única preocupação então é dedicar-se e ter a melhor preparação rumo à conquista de uma excelente nota. Mas claro, isso vai depender (e muito) do curso online que você escolher para te ajudar nessa caminhada.

Um bom curso CRC deve ter uma série de diferenciais para, além de ser confiável, ofereça uma preparação eficaz.

- Videoaulas

O preparatório que te levará ao sucesso no Exame de Suficiência não permitirá que você perca horas preciosas lendo apostilas com centenas de páginas. Vídeo aula CRC é o que você precisa, pois tem apenas 30 minutos cada, tornando-se então claramente o método mais rápido e eficiente de consumir os conteúdos necessários até o dia da prova.

- Veja apenas o que cai na prova

Definitivamente, o melhor curso online para o Exame do CFC irá te oferecer apenas conteúdos que realmente serão cobrados na prova! Assim, você nunca mais perderá tempo com assuntos desnecessários, pois irá direto ao ponto! Esse importante detalhe te deixará muito mais perto do sucesso.

- Plano de Estudos

Seu curso online para o Exame de Suficiência do Conselho de Contabilidade deve disponibilizar as videoaulas em formato de plano de estudos, organizadas na ordem exata em que devem ser assistidas. Desta forma, basta que você siga o cronograma criado e automaticamente irá se preparar da melhor forma. Isso significa economia máxima de tempo!

- Plataforma de Questões

Treine resolvendo questões! Essa é reconhecidamente uma das formas mais eficazes de colocar em prática tudo o que aprendeu assistindo as videoaulas e adquirir ainda mais bagagem para aplicar ao fazer a prova. Então, uma grande plataforma de questões é mais um dos diferenciais que o seu curso online precisa ter.

Agora que todas as suas dúvidas em relação a validade do Exame de Suficiência já foram sanadas e você conheceu o caminho mais curto para tirar uma excelente nota, com certeza a conquista do registro de Contabilidade está muito mais próxima.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

O que é o Senado?

O Senado Federal foi instituído pela Constituição do Império, outorgada em 1824. Em conjunto com a Câmara dos Deputados o órgão compõe o Congresso Nacional, conhecido também como Poder Legislativo. A organização é na modalidade bicameral, ou seja, é constituído de duas câmaras: a dos Deputados e o Senado Federal. A função do Poder Legislativo no Brasil é legislar e fiscalizar.

Concurso do Senado


Os Senadores da República são os responsáveis pelo exercício das funções do Senado Federal e são eleitos de acordo com o princípio majoritário para representarem os estados e o Distrito Federal. 

Cada estado e o DF elegem três Senadores para um mandato de oito anos. A cada quatro anos acontece a renovação da representação, alternadamente, por um e dois terços. Cada um dos Senadores é eleito com dois Suplentes. Portanto, no total o Brasil conta com 81 senadores: três para cada um dos 26 estados da nação e para o Distrito Federal, em uma divisão igualitária.

Para entender melhor o que é o Senado é importante conhecer também o funcionamento do Congresso Nacional. O órgão trabalha em legislaturas, que duram quatro anos. Todo ano, ocorre uma sessão legislativa ordinária, em 2 períodos: de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro. E não há interrupção enquanto o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias não for aprovado.

Nesse contexto, a sessão legislativa extraordinária ocorre a qualquer momento que o Congresso Nacional for convocado para deliberar exclusivamente sobre o tema que motivou a convocação. No caso do surgimento de medidas provisórias em vigor nesse momento, elas também serão apreciadas durante a convocação extraordinária. Todas as hipóteses de convocação estão previstas na Constituição Federal.

O Senado é organizado em colegiados para poder exercer corretamente suas funções. Os dois principais colegiados são o Plenário e as comissões. No primeiro, ocorre a reunião de todos os Senadores, sendo, portanto, considerado como a instância máxima de deliberação. Os trabalhos são dirigidos pela Mesa (Comissão Diretora), que é formada por presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários titulares e quatro suplentes (todos eleitos para mandato de dois anos).

Já as comissões podem ter caráter permanente ou temporário. O primeiro tipo é definido no Regimento Interno, que estabelece sua quantidade, composição e área temática. Já o segundo, têm suas características definidas no respectivo ato de criação. Entre as atribuições específicas das comissões, destacam-se a competência para apreciar terminativamente (dispensada a atuação do Plenário) algumas proposições e para investigar fato determinado no âmbito de comissão parlamentar de inquérito. Blocos, lideranças, Corregedoria, Ouvidoria, procuradorias, fóruns, conselhos, frentes e grupos são os demais órgãos que compõe a estrutura de funcionamento do Senado.

Os encontros no Plenário são conhecidos como sessões, mas o Regimento Interno designa como reuniões preparatórias aquelas que ocorrem antes da abertura da sessão legislativa ordinária. Estas reuniões preparatórias são destinadas à posse dos senadores e à eleição da Mesa no primeiro ano da legislatura e para a eleição da Mesa apenas, no terceiro ano.

Iniciada uma sessão legislativa, podem ocorrer quatro tipos de sessão no Plenário: deliberativa, não deliberativa, especial e de debates temáticos. As deliberativas podem ser ordinárias e extraordinárias. 

As ordinárias ocorrem de segunda a quinta-feira às 14h e na sexta-feira às 9h, com pauta previamente definida. Já as sessões deliberativas extraordinárias podem ocorrer a qualquer hora e devem ter pauta específica na convocação.

Geralmente as sessões são públicas, porém podem ocorrer de maneira secreta quando convocadas pelo presidente do Senado, deliberadas pelo Plenário ou, obrigatoriamente, ao apreciar assuntos especificados pelo Regimento. Encontros para desenvolver trabalhos legislativos nas comissões são chamados de reuniões. Reuniões de comissões não podem coincidir com o período da ordem do dia das sessões deliberativas ordinárias, momento em que é apreciada a pauta do Plenário.

E por fim, as comissões permanentes podem funcionar em reuniões ordinárias, nos momentos fixados pelo Regimento, ou em extraordinárias, com momento e pauta específicos estabelecidos na convocação. Quanto ao acesso, as reuniões possuem disposições similares às das sessões.

Como trabalhar no Senado?

Para trabalhar no Senado Federal, a maneira convencional é ser aprovado num concurso público para o Senado, mas existe também a possibilidade de trabalho via empesa terceirizada ou como assessor parlamentar (cargo indicado para um Senador).

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

O que é prova de títulos no concurso público?

A prova de títulos é bastante frequente em concursos públicos. Ela é uma das etapas determinantes do processo de seleção de candidatos. Mas você sabe como ela é feita e o que precisa para participar dessa etapa?

concurso público

A Prova de Títulos pode ser uma das etapas de avaliação de concursos com vagas para Nível Superior e Médio. Ela leva em consideração a formação educacional e conta pontos para cada curso já realizado e concluído pelo candidato, como pós-graduação, mestrado, doutorado e MBA. Não há uma tabela unificada da quantidade de pontos para cada curso, mas cada órgão deixa essa pontuação clara no edital.

Normalmente essa etapa é realizada depois da prova objetiva. Então para passar pela Prova de Títulos, o candidato precisa ter sido classificado na etapa anterior. Os aprovados são convocados para apresentar os documentos que comprovam a realização dos cursos. Por isso é importante manter os certificados e diplomas armazenados e separar os documentos já quando o edital for publicado, para não correr o risco de perder os prazos.

Quando você pensa em como escolher um concurso, já pode estar previamente preparado, visto que essa etapa é realizada através da análise de documentos. Por isso é importante ficar atento ao edital de abertura. Nele estão todas as informações sobre os pontos que serão dados a cada tipo de curso já realizado pelo candidato.

A prova tem caráter classificatório. Ou seja, você não será eliminado caso não tenha nenhuma pontuação nessa etapa, porém, se o seu concorrente contar com esses pontos pode ter uma classificação melhor que a sua. O objetivo da Prova de Títulos é escolher o candidato que esteja melhor preparado para a vaga, levando em conta o seu aprendizado.

Outra forma de avaliar o concurseiro é a análise curricular, que leva em consideração a experiência profissional na área.

Como dito acima, a prova de títulos ocorre após a prova objetiva, apenas para os candidatos já aprovados nessa primeira etapa. Portanto, é preciso chegar preparado para passar na primeira fase.

E para garantir a aprovação nas fases que antecedem, você pode se preparar com vídeo aula para concurso. No Aprova Concurso, por exemplo, você tem acesso a diversos cursos preparatórios. 

Todos elaborados com base nos editais publicados para cada certame. As videoaulas são organizadas em formato de plano de estudos, que facilita a organização na hora de estudar. Basta dar o play e começar a se preparar para passar na prova. Além disso, os alunos têm acesso ao Aprova Questões. Um banco de perguntas e provas realizadas em concursos passados.

Treinar com questões ajuda a fixar os conhecimentos adquiridos durante as videoaulas. E não para por ai! Você ainda pode simular o tempo que demorar para resolver toda a prova. Fazendo esse treinamento com certeza irá chegar no dia do concurso mais preparado e seguro para se sair muito bem na prova.

Seja para ser aprovado na prova objetiva ou de títulos, conte com o Aprova Concursos para realizar o seu sonho de se tornar um funcionário público concursado.

quarta-feira, 29 de maio de 2019

O que é e quando posso fazer o Exame de Ordem?


Todo estudante de Direito que se preza passa os cinco anos da faculdade, ou até mais, pensando em uma única coisa: conquistar a aprovação no Exame de Ordem, realizado pela OAB.
Mas, especialmente para você que não é da área jurídica ou ainda não tinha ouvido falar em tal expressão, hoje vamos apresentar a prova e explicar qual a sua finalidade. Confira abaixo:
quando-posso-fazer-o-exame-de-ordem


O que é o Exame de Ordem?

Realizado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, o Exame de Ordem é requisito necessário para a inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, como advogado.
Ou seja, é destinado para todos aqueles que já são ou se tornarão bacharéis e desejam exercer a função de advogado.
Com, aproximadamente, duas edições anuais o exame busca avaliar o conhecimento teórico e prático dos futuros profissionais, por meio de prova objetiva e prático-profissional.

Quando posso fazer o Exame de Ordem?

A avaliação é destinada a quem já concluiu o curso de Direito, ou ainda, quem esteja matriculado nos últimos dois semestres ou no último ano do curso de graduação em Direito.

Com funciona o Exame de Ordem?

Para conquistar a tão sonhada carteira da OAB é necessário enfrentar a prova, organizada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV, e dividida em duas etapas.
A 1ª delas é formada por 80 questões objetivas, referentes as disciplinas de Ética, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Direito Tributário, Direito Empresarial, Direitos Humanos, Direito Internacional, ECA, Direito Ambiental, Direito do Consumidor e Filosofia do Direito.
Já a 2ª etapa é constituída de uma prova prático-profissional e questões discursivas. Nesta fase, o candidato poderá escolher entre as opções de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Penal, Direito do Trabalho, Direito Tributário e Empresarial.
Para conquistar a aprovação é necessário obter 50% de aprovação na 1ª etapa e, ao menos, 6 pontos na 2ª.

Previsão próximo Exame de Ordem

Com inscrições encerradas, a 1ª fase do XXIX Exame de Ordem terá a sua 1ª fase aplicada no dia 30 de junho de 2019.
Já a 2ª edição de 2019 (XXX Exame de Ordem) tem seu edital previsto para o dia 22 de agosto, e inscrições abertas entre o período compreendido entre os dias 23 e 30 de agosto de 2019.
As provas serão aplicadas nos dias 20 de outubro de 2019 e 01 de dezembro de 2019.

Exame de Ordem – Preparação específica

Sendo considerado um exame complexo e com alto índice de reprovação, o Exame de Ordem requer uma preparação específica e bastante completa.
Aliando teoria e prática, a banca procura trazer questões interdisciplinares, que podem ser vistas e estudadas de forma mais profunda com o auxílio de um curso preparatório exame de ordem.
Além disso, ao contar com o auxílio de professores gabaritados, a sua preparação se torna mais segura, pois sendo especialistas no assunto, eles costumam passar dicas e orientações fundamentais para seu bom desempenho.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

O que é o e-cac?

O e-CAC é o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte, onde é possível ter uma comunicação entre o contribuinte e a Receita Federal do Brasil. O portal foi lançado no ano de 2005, com a missão de facilitar todo o processo entre servidores e contribuintes.

Após 13 anos do lançamento do portal, o serviço já é bastante conhecido, no entanto pouco conhecido por empresários em geral. Entre os serviços mais acessados se destaca os que tem relação com o Imposto de Renda Pessoal Física (IRPF) que mensalmente atingem cerca de um milhão de acessos.



Todas as transações eletrônicas são seguras, uma vez que para ter acesso a todos os serviços disponíveis no portal, é necessário ter um Certificado Digital, que é adquirido com o CPF (e-CPF) ou CNPJ (e-CNPJ).

Esse tipo de certificado, funciona como uma identidade, pois conta com informações sobre pessoas e empresas, que permite assinar documentos e realizar transações de forma sigilosa e segura.
O e-CPF, é destinado para pessoas físicas, na maioria dos casos, profissionais autônomos e procuradores, já o e-CNPJ, é indicado para empresas de micro a grande porte e escritórios de contabilidade.

Quais as atividades disponíveis no portal?  


1. Agendamento de Atendimento: Esse serviço é destinado para tanto para pessoas físicas como jurídicas, e possibilita o agendamento de alguns serviços em unidades da Receita Federal, com isso o atendimento pessoal se torna mais rápido e ágil.

2. Cadastro de CNPJ: Destinado para as pessoas jurídicas, onde podem consultar e emitir os comprovantes de inscrição e a situação da empresa.

3. Cadastro de CPF: Mesma função destinada as empresas, sendo possível consultar os dados cadastrados e os comprovantes de inscrição do CPF.

4. Cópia de declarações: É possível acessas declarações antigas, como IRPF, Dirf (Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte) e ITR para as pessoas físicas e ITR, Dirf, DIPJ (Declaração de Informações Econômico-fiscais da Pessoa Jurídica) para as jurídicas. Para acessar a esse serviço é necessário que tenha o Certificado Digital, e é uma funcionalidade importante, já que as pessoas podem ter perdido as declarações, mas ficam salvas nesses arquivos.

5. Procuração eletrônica: É possível cadastrar, consultar e cancelar procurações que tenham sido feito para que terceiros possam responder perante a Receita Federal.

6. Segurança: Além de todos os serviços disponíveis, é importante frisar que o portal se torna totalmente seguro, já que necessita dos Certificados Digitais da Serasa, que podem ser utilizados em outros portais de órgãos fiscalizadores. 

O curso de ciências contábeis é caro?

O curso de ciencias contabeis é um dos mais buscados pelos alunos do ensino superior. Se você também tem interesse nesse curso e está em bu...